Nada a Perder estreia em salas de cinema de Portugal

 
No Brasil, longa-metragem que conta a história de Edir Macedo ficou 12 semanas em cartaz e atraiu 12 milhões de espectadores

 

Pré-estreia do filme Nada a Perder, que aconteceu em março, em São Paulo
Pré-estreia do filme Nada a Perder, que aconteceu em março, em São Paulo

O filme Nada a Perder estreia nesta quinta-feira (9) em 45 salas de cinemas de Portugal. Ao todo, 41 cidades do país recebem o lançamento do longa-metragem.

Sucesso no Brasil, onde conquistou o posto de maior bilheteria da história do cinema nacional, com 12 milhões de ingressos vendidos, o filme conta a história do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal.

O longa deve repetir o feito em Portugal — já foram vendidos 36 mil ingressos até o momento. Nesta quinta-feira, 800 pessoas estarão nas salas de cinemas, divididas em três horários diferentes de sessões.

Já lançado dos Estados Unidos, o filme levou 30 mil pessoas ao cinema logo no dia da estreia. O longa, que foi dublado em inglês, foi exibido em 67 salas de 26 Estados do país — também há versões legendadas em espanhol. Em Houston, no Texas, a pré-estreia contou com a presença de Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal, e do marido dela, bispo Júlio Freitas.

Durante este mês de agosto, o Cinema Solidário deve realizar mais de 20 sessões itinerantes em Portugal. O longa também será exibido em cinco presídios do país e deve alcançar 2.500 detentos.

O trabalho de capelania, visita a hospitais e presídios, é apenas uma das ações sociais da Igreja Universal no país. Há também o trabalho de levar comida para a população carente e moradores de rua com os Anjos da Noite.

Idosos são acolhidos e participam de uma série de atividades para acabar com a solidão. Muitos vivem no Lar Idoso Universal, que acolhe e cuida dessas pessoas. As mulheres contam com projetos específicos como o Raab, que combate a violência doméstica e reforça o valor delas na sociedade. O projeto Godlywood, focado no desenvolvimento feminino, cresce a cada ano ajudando as mulheres no dia a dia.

Nada a Perder

O filme Nada a Perder, que narra a trajetória do bispo Edir Macedo, baseado na trilogia homônima, foi dirigido por Alexandre Avancini. O roteiro é assinado por Stephen P. Lindsay e Emílio Boechat.

Nesta primeira parte, conta a história do líder de um dos maiores movimentos de fé do mundo desde a sua infância até a prisão, um dos momentos mais tensos de sua biografia.

A obra apresenta momentos importantes na vida do bispo Edir Macedo, como a sua conversão, o início da Igreja Universal, a compra da RecordTV, a abordagem truculenta da polícia e os dias na prisão. 

No elenco, o ator Petrônio Gontijo, que vive seu primeiro protagonista no cinema, interpreta o bispo em todas as fases de sua vida, e Day Mesquita está no papel de Ester Bezerra, mulher de Edir. Também estão presentes os atores Dalton Vigh, Beth Goulart, André Gonçalves e Eduardo Galvão nos papéis principais da produção.

Nada a Perder estreou no Brasil em 29 de março e ficou 12 semanas em cartaz em 1.100 salas. O filme tem mais de 6.000 figurantes e foi rodado em 100 locações no interior de São Paulo, na capital paulista e no Rio de Janeiro. Os lugares retratam o Brasil dos anos 60, 70, 80 e 90.

Nada a Perder tem a maior distribuição internacional de um longa-metragem feito no Brasil. A superprodução atingirá, ao todo, 80 países em cinco continentes.

Para cumprir essa agenda, o filme está sendo dublado em 19 idiomas, incluindo hebraico, russo, chinês, japonês, polonês e coreano. Antes de Nada a Perder, quem liderava o ranking de maior turnê internacional era Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles, com lançamento em 49 países.